Revitalização de Sistemas de Transportes

Benefício direto para quem usa o serviço público

Possuir uma infraestrutura de transporte de qualidade é fundamental para que um país se torne competitivo no mercado mundial. Mais importante, ainda, é dispor de empresas capazes e que possam ajudar a transformar esta premissa em realidade, com eficácia e respeito ao meio ambiente.

Reconhecendo a importância desses sistemas, o país tem investido cada dia mais nas rodovias, ferrovias, hidrovias e aeroportos que, integrados, ampliados e modernizados, contribuirão, por exemplo, com a redução dos custos dos produtos nacionais, colocando-os com maior competitividade no mercado mundial.

A confiança nos trabalhos da Geribello, demonstrada pelos órgãos governamentais que conduzem esse segmento, se expressa pela gama de contratos de grande importância no setor de transportes públicos, executados ou em execução pela empresa. Os destaques são:


METRÔ

Para a Companhia do Metropolitano de São Paulo – METRÔ, a Geribello vem atuando em contratos sucessivos há mais de 10 anos. Em 2004 realizou os serviços de cadastramento imobiliário do Trecho Luz – Morumbi da Linha 4 – Amarela. O cadastramento imobiliário é o serviço técnico utilizado para a perfeita identificação das propriedades atingidas pela desapropriação necessária à implantação das novas linhas, de forma a indenizar os proprietários da forma mais justa.

Quando da primeira extensão da Linha 2 – Verde, entre as Estações Ana Rosa e Vila Prudente, em 2007, a Geribello foi novamente contratada para o cadastramento dos imóveis situados nos Lotes 5, 7 e 8.

Nesse sentido, visando compor processos de desapropriação e subsidiar a avaliação de imóveis necessários da Companhia do Metropolitano de São Paulo, a Geribello realizou em 2004 os serviços de cadastramento imobiliário do Trecho da Luz - Morumbi da Linha 4 - Amarela, do Metrô de São Paulo. Em 2007, a Geribello Engenharia fez o Cadastro Imobiliário individualizado dos imóveis que compunham os Lotes 5, 7 e 8 da Linhas 2 - Verde.

Já em junho de 2012, a Geribello - em consórcio com outras duas empresas do setor - foi contratada para os serviços técnicos de fiscalização, supervisão e controle das obras civis da Fase 2 da Linha 4 – Amarela. A segunda fase da Linha 4 – Amarela, caracteriza-se pelas seguintes principais intervenções: construção das Estações Vila Sônia, São Paulo Morumbi, Fradique Coutinho, Oscar Freire e Higienópolis-Mackenzie; construção do Terminal de Ônibus Vila Sônia; ampliação do pátio de estacionamento e oficinas da Vila Sônia.

Nos anos de 2013 e 2014 a Geribello voltou aos trabalhos de cadastramento imobiliário, desta vez na segunda extensão da Linha 2 – Verde, da Estação Vila Prudente até a futura Estação Dutra. O contrato incluiu, além do cadastramento de mais de 500 imóveis, a elaboração de Laudo Macro de Avaliação das áreas para desapropriação que totalizaram mais de 400 mil m² de terrenos e 125 mil m² de edificações.



CPTM

Obras Civis da Linha 8 – Diamante

No início de 2012 a Geribello Engenharia foi contratada pela CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos para executar, em consórcio com as empresas Urbaniza, Maubertec e Vizca, os trabalhos de supervisão, controle e apoio técnico das Obras Civis da Linha 8 – Diamante, no âmbito do programa de modernização da CPTM, objetivando um salto no padrão de qualidade das viagens proporcionadas aos seus usuários.

A Linha 8 faz a ligação entre a Estação Júlio Prestes - no centro da Capital paulista - e a cidade de Itapevi, passando pelas cidades de Osasco, Carapicuíba, Barueri e Jandira, em uma extensão de 41 km, com 20 estações operacionais.

Via Permanente e Rede Aérea de Tração das Linhas 8 – Diamante e 9 - Esmeralda

Ainda em 2012, a Geribello Engenharia, agora em consórcio com a empresa Falcão Bauer, foi contatada para a Supervisão das obras de revitalização da Via Permanente e Rede Aérea de Tração da malha ferroviária das Linhas 8 - Diamante e 9 - Esmeralda.

A Linha 8 – Diamante liga a Estação Júlio Prestes e a cidade de Itapevi em um trajeto de 41 km de extensão, possuindo 20 estações operacionais. A Linha 9 – Esmeralda, possui 18 estações operacionais e faz a ligação entre a Estação Grajaú na região sul da Capital paulista e a cidade de Osasco, margeando o Rio Pinheiros, em 50,8 km de extensão.

Recapacitação e Modernização da Linha 12 – Safira

Outro importante trabalho realizado pela Geribello para a CPTM foi a Supervisão de Obras e Serviços no projeto de Recapacitação e Modernização da Linha 12 - Safira (antiga Linha F - Brás - Calmon Viana), executado entre novembro de 2009 e abril de 2011, onde também se inclui a supervisão da construção das novas Estações Calmon Viana e São Miguel Paulista. Os trabalhos foram desenvolvidos em consórcio com a empresa L.A. Falcão Bauer Centro Tecnológico de Controle da Qualidade Ltda.

As principais responsabilidades nesse contrato foram as seguintes: Supervisão das obras civis, da via permanente e da rede aérea; Fiscalização dos sistemas de sinalização e transmissão ótica; Controle do suprimento de energia; Transposições e vedações; Controle tecnológico de materiais; Gestão Ambiental, Saúde e Segurança do Trabalho.

Linha 13 – Por trilhos até o Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos

A Geribello Engenharia é a empresa líder do Consórcio GSPV Linha 13 (composto pela Geribello e pelas empresas Sondotécnica Engenharia de Solos S.A., Planal Engenharia Ltda. e Vizca Engenharia e Consultoria Ltda.), contratado para executar os serviços técnicos de Supervisão do Lote 1 das obras civis da Linha 13 - Jade, no trecho entre a Estação Engenheiro Goulart e o Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos.

Trata-se da implantação da linha que ligará a Capital do Estado ao Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos - Governador André Franco Montoro, integrando-se à malha ferroviária da CPTM, sempre com o objetivo de aumentar a oferta e elevar o padrão de qualidade dos serviços ferroviários na Região Metropolitana de São Paulo – RMSP.



PRÓ-POLOS – EMTU/SP

A Geribello foi contratada, em maio de 2006, pela Empresa Metropolitana de Transporte Urbano do Estado de São Paulo - EMTU/SP para a prestação de serviços na primeira fase do Programa de Revitalização dos Polos de Articulação Metropolitana – Pró-Polos, realizada na Região Metropolitana de São Paulo (Arujá, Caieiras, Suzano e Cajamar), Região Metropolitana da Baixada Santista (São Vicente) e Região Metropolitana de Campinas (Santa Bárbara d'Oeste).

O Programa tinha por objetivo de promover e incentivar ações e intervenções voltadas à melhoria da acessibilidade e do desenvolvimento dos núcleos de atividade metropolitana, a articulação dos sistemas de transporte coletivo e a melhoria da circulação e segurança dos usuários, bem como o tratamento urbanístico e a valorização do patrimônio arquitetônico, paisagístico e ambiental.

Os trabalhos, executados em consórcio com grande empresa do setor, englobaram o Gerenciamento, Supervisão e Fiscalização das obras e projetos, além da Gestão Ambiental dos empreendimentos, que acabaram por beneficiar cerca de 1,5 milhão de passageiros e 14 mil veículos em média por dia útil.



TERMINAIS RODOVIÁRIOS

Com presença constante nos mais importantes projetos de transporte urbano, a Geribello, além da supervisão de das obras de rodovias do DER-SP, realizou, em consórcio com a empresa Figueiredo Ferraz, a supervisão da execução das obras de construção e reforma de terminais rodoviários no Interior do Estado, integrantes da ETAPA I do PRR/SP – Programa de Recuperação de Rodovias do Estado de São Paulo.

  • Reforma, ampliação e adequação de 35 terminais rodoviários no interior de São Paulo; totalizando 57.465 m²;
  • Construção de 12 novos terminais nos municípios de Bady Bassit, Balbinos, Bofete, Campina do Monte Alegre, Emilianópolis, Guapiara, Monte Azul Paulista, Novo Horizonte, Santo Antônio do Aracanguá, Ubarana, Ubirajara, Vargem Grande do Sul. Totalizando 6.432 m².